Sonae está a recrutar “futuros líderes do retalho”

A dona da marca Continente está a recrutar até 45 futuros líderes do retalho. Período de candidaturas decorre até final do ano. O programa arranca em fevereiro de 2018.

Andam à procura dos “futuros líderes do retalho”. A Sonae MC, detentora da insígnia Continente, está a recrutar até 45 jovens recém-licenciados, pós graduados ou mestres, com experiência profissional até dois meses e que tenham interesse na área de retalho.

O programa de gestão e liderança remunerado, intitulado “Future Leaders@Retail” e que vai na sua 3º edição, pretende identificar e formar os futuros líderes da área do retalho e que possam, no futuro, vir a integrar as áreas core do negócio da empresa como as operações de loja, comercial e logística.

As candidaturas acontecem até ao final do ano (31 de dezembro), e o programa arranca um mês depois, em fevereiro de 2018, estendendo-se por um período de nove meses. Composto por formação teórica e prática, em áreas específicas de negócio, é ainda complementado por sessões de mentoring e de networking com os líderes da Sonae MC. A culminar a formação, os candidatos são chamados a apresentar um projeto individual – Challenge Project – no qual são desafiados a apresentar soluções para os problemas que encontram no dia-a-dia.

A Sonae MC, cujo presidente executivo é Luís Moutinho, conta com um conjunto de formatos de negócio que se estendem do Continente, à Bagga, Note!, Well´s e Zu, sendo ainda extensível às áreas de saúde e bem-estar. Nos primeiros nove meses do ano, o volume de negócios da Sonae MC atingiu os 2.814 milhões de euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sonae está a recrutar “futuros líderes do retalho”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião