Ganhos dos CTT mantêm Lisboa à tona. Nos recua 2%

  • Rita Atalaia
  • 19 Dezembro 2017

A empresa de telecomunicações recuou quase 2%. Uma queda que não foi suficiente para arrastar Lisboa para as perdas. A bolsa nacional foi salva pelos ganhos dos CTT e do BCP.

Lisboa escapou às perdas. A bolsa nacional foi pressionada pela queda de quase 2% da Nos durante a sessão desta terça-feira. Mas esta descida não foi suficiente para arrastar o índice nacional para o vermelho, registando a terceira sessão consecutiva de ganhos. A praça portuguesa foi salva pelos ganhos dos CTT e do BCP.

O índice de referência nacional, o PSI-20, esteve a perder quase até ao fecho, pressionada pelas perdas da Nos. A cotada caiu 1,9% para 5,52 euros, depois de o Morgan Stanley ter baixado o preço-alvo dos 7 euros para os 6,40 euros. Ou seja, uma avaliação que fica 2% abaixo do consenso do mercado. Esta revisão implicou uma descida na recomendação da Nos, de overweight para equal-weight.

PSI-20 escapou às perdas

Mas a queda da praça portuguesa foi travada pela subida de outras cotadas. Foi o caso dos CTT, que valorizaram 2,34% para 3,49 euros. Depois do encerramento da sessão, o ECO avançou que o administrador financeiro dos CTT está de saída da empresa. André Gorjão Costa abandona o cargo de CFO e será substituído por Guy Pacheco, até há poucos meses CFO da PT Portugal.

Do lado dos ganhos, o BCP subiu 1,58% para 26,95 cêntimos, contribuindo para o bom desempenho da bolsa. Mas o destaque também se vira para a Ren (+0,78%) e Sonae (+0,34%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ganhos dos CTT mantêm Lisboa à tona. Nos recua 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião