Fim do roaming: Portugueses mais do que quadruplicam uso de internet lá fora

No terceiro trimestre, o volume de tráfego de internet gerado por portugueses temporariamente no estrangeiro mais do que quadruplicou. Evolução está associada ao fim do roaming.

Os portugueses de viagem no estrangeiro e os estrangeiros temporariamente em Portugal estão a fazer mais chamadas e a usar mais a internet. Desde que foi introduzido o fim do roaming por Bruxelas, o uso das telecomunicações por cidadãos europeus fora do país de origem tem vindo a disparar. E só no terceiro trimestre, o volume de tráfego gerado por clientes portugueses em países da União Europeia (UE) mais do que quadruplicou.

Os dados foram divulgados esta quarta-feira pela Anacom, que refere que o volume de tráfego gerado por clientes portugueses lá fora aumentou 320,9% no trimestre quando comparado com os mesmos três meses do ano anterior, enquanto o tráfego de internet gerado por outros cidadãos europeus em território nacional aumentou 299%. Também o número de sessões de acesso disparou, 60,7% no caso dos portugueses a viajarem na UE e 99% no caso de clientes estrangeiros em Portugal.

No caso das chamadas e minutos de voz, aumentaram 36,9% e 50,8% em termos homólogos para clientes portugueses noutros países da UE, e 41,3% e 57,7% para clientes estrangeiros em Portugal. Números que parecem mostrar que os europeus têm menos reservas em usar serviços de telecomunicações quando estão de viagem na UE, desde que foram abolidas as taxas cobradas aos consumidores por fazerem chamadas e acederem à internet em roaming.

A medida foi implementada a 15 de junho e mereceu forte oposição das principais operadoras em Portugal. As empresas queixam-se de que o regulamento, apelidado de Roam Like at Home, vem prejudicar os países do sul, como Portugal, que recebem mais turistas do que os portugueses que viajam temporariamente para o estrangeiro. Em contrapartida, a medida é vista como benéfica para os consumidores pela Deco.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Fim do roaming: Portugueses mais do que quadruplicam uso de internet lá fora

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião