Ministro do Planeamento quer Europa e fundos para 2030 com novo olhar sobre floresta

  • Lusa
  • 8 Janeiro 2018

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas disse ser necessário alertar as pessoas para as políticas florestais. Fundos comunitários para 2030 são um dos pontos a ter em conta no futuro.

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas defendeu esta segunda-feira a necessidade de alertar a União Europeia (UE) para mudar políticas relativamente à “floresta do sul da Europa”, tendo em mente os fundos comunitários para 2030.

“Os fundos comunitários têm estado muito orientados para o desenvolvimento da agricultura competitiva. Este é o tempo de apresentarmos à Europa o caso da floresta do sul da Europa. Para ocuparmos de forma sustentável e resiliente estes territórios, precisamos de outra política florestal”, afirmou Pedro Marques em Matosinhos, distrito do Porto, numa reunião com o Conselho Regional do Norte destinada a debater com as regiões a estratégia nacional para as próximas décadas, nomeadamente tendo em vista o financiamento comunitário ‘Portugal 2030’.

O primeiro-ministro marcou presença no encontro, “algo inédito para o mais alto representante executivo do país”, como destacou o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), mas a comunicação social não pode assistir à intervenção feita por António Costa na sessão.

Comentários ({{ total }})

Ministro do Planeamento quer Europa e fundos para 2030 com novo olhar sobre floresta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião