Galp acelera. Mas Lisboa não escapa às perdas na Europa

  • Rita Atalaia
  • 11 Janeiro 2018

A praça portuguesa abriu no verde... mas os ganhos foram temporários. Lisboa está no vermelho, em linha com o resto da Europa e pressionada pela queda do BCP e EDP. Galp Energia mantém a valorização.

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão no verde… mas os ganhos foram temporários. A praça portuguesa acabou por entrar no vermelho, em linha com o resto da Europa e pressionada pelas perdas do BCP e EDP. A Galp Energia mantém a valorização, acompanhando a subida dos preços do petróleo nos mercados internacionais.

O índice de referência, o PSI-20, abriu em alta ligeira, mas segue agora a cair 0,4%% para 5.635,20 pontos. Uma oscilação entre ganhos e perdas que reflete o sentimento no resto da Europa. “Os índices do Velho Continente não apresentavam uma tendência definida”, referem os analistas do BPI, no Diário de Bolsa.

PSI-20 não escapa às perdas na Europa

É o setor energético que está a pressionar a bolsa portuguesa. A EDP segue em baixa de 0,48% para 2,9060 euros, enquanto a subsidiária EDP Renováveis desce 0,36% para 6,9750 euros. O BCP também recua 0,36% para 30,14 cêntimos. E a Jerónimo Martins, outro dos pesos pesados da bolsa nacional, cai 0,81% para 16,6250 euros.

Apenas a Galp Energia está a impedir a praça lisboeta de registar perdas mais acentuadas. A petrolífera está a avançar 0,22% para 16,13 euros. Isto num dia dominado pela subida dos preços do “ouro negro”. O Brent, negociado em Londres, valoriza 0,25% para 69,36 dólares, enquanto o WTI, negociado em Nova Iorque, acelera 0,23% para 63,77 dólares.

(Notícia atualizada às 09h46 com a inversão da tendência de subida)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp acelera. Mas Lisboa não escapa às perdas na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião