“Para Rio ser bem-sucedido terá de se impor dentro e fora do PSD”

  • Lusa
  • 19 Janeiro 2018

Para o vice-presidente do PSD, Marco António, para Rui Rio ser bem-sucedido na liderança, terá de trabalhar as relações dentro do partido. Fora, não poderá contar com o apoio do PS, acredita.

O vice-presidente do PSD, Marco António Costa, espera que Rui Rio seja bem-sucedido na liderança, mas afirma que para isso terá de se impor dentro e fora do PSD.

Numa entrevista ao Jornal Económico, Marco António Costa diz desejar que o futuro líder do partido “marque os próximos ano do PSD”, sublinhando: “Ou o PSD consegue, por si só, obter os resultados que são indispensáveis a formar Governo, ou então não contará com um PS moderado para apoiar uma solução de Governo”.

Contudo, quando questionado sobre se concorda com a estratégia, já admitida por Rui Rio, de viabilizar um Governo minoritário do PS, “resgatando-o da órbita dos partidos mais à esquerda”, Marco António Costa diz que “isso já aconteceu no passado”, mas sublinha que discorda de tal intenção caso o PSD ganhe as eleições, mas o PS tente “tomar o poder de assalto”.

“Isso já não merece a minha concordância porque isso é inverter completamente os princípios. Nós não podemos dizer que ganhámos as eleições, mas para evitar que o PS forme um Governo com a esquerda, então vamos esquecer o resultado eleitoral e vamos apoiar o PS”, acrescentou.

O vice-presidente do PSD defende que se devem rejeitar alianças “com um partido que tem uma visão estritamente oportunista do sistema democrático” e diz que o PS “tem sido um muro de indiferença” relativamente ao PSD e ao CDS-PP e que isso “revela um PS fechado dentro de si próprio, radicalizado à esquerda e a prestar um mau serviço ao país”.

Questionado sobre se as relações entre o PSD e o PS podem entrar numa nova fase com a eleição de Rui Rio, Marco António Costa afirma: “Há muitas coisas que mudam com o tempo, nomeadamente a relação de poderes internos dentro da maioria de esquerda. E a relação de poderes dentro do próprio Governo”.

Sobre a liderança da bancada parlamentar do PSD, Marco António Costa defende que o líder parlamentar, Hugo Soares, e o futuro líder do partido devem acertar entre si o futuro. “Toda a conversa que tem andado na praça pública sobre se fica ou não fica, um bocado uma visão clubística da coisa, é inapropriada, indesejável e não favorece o nosso partido”, diz.

“Eles são duas pessoas adultas, perfeitamente conscientes das suas responsabilidades, dos seus deveres e acima de tudo também dos seus compromissos. E nessa circunstância estou certo de que, conversando um com o outro, chegarão à conclusão, em conjunto, sobre se há condições ou não, de parte a parte, para continuarem a trabalhar”, afirmou.

O vice-presidente do PSD acrescenta ainda: “Não me parece que haja consistência num líder parlamentar estar a aplicar uma linha política com a qual não concorda, ou que um líder partidário tenha um líder parlamentar a desenvolver uma linha de atuação política diferente daquela que ele desejaria”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

“Para Rio ser bem-sucedido terá de se impor dentro e fora do PSD”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião