Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 25 Janeiro 2018

Trump vai a Davos, espalhar a doutrina "América Primeiro". Suíça quer ser a "nação-cripto" e 50 Cent descobriu-se milionário à custa das criptomoedas. Sky quer concorrer com a Netflix. Lula corre.

Em terra de criptomoedas, quem tem visão (isto é, é visionário) é rei (isto é, milionário). O rapper 50 Cent acaba de descobrir que o investimento que fez, em 2014, nestas moedas digitais deu frutos… e enquanto uns dizem ‘olá’ à fortuna, outros dizem ‘adeus’. O império do antigo homem mais rico da China está a ceder. No mesmo estado, estão as esperanças de Lula da Silva vir a participar na corrida à presidência brasileira, dizem os seus adversários. Já o seu partido insiste: “É Lula de qualquer jeito”.

Por falar em inevitabilidades, o domínio da Netflix pode não ser tão certo quanto isso. Ou pelo menos é essa a vontade da Sky. Recorde-se que a britânica é, em parte detida pela FOX, que, por sua vez, é em parte detida pela Disney, que por sua vez quer lançar um serviço de streaming rival. Por último, Donald Trump chega, esta quinta-feira, a Davos, levando na bagagem uma vontade: fazer com que os líderes usem o chapéu “América Primeiro”, convencidos de que o lema é bom para todos. À espera de o nova-iorquino não está, contudo, o abraço mais carinhoso mais mundo.

Folha de São Paulo

Lula foi condenado, mas mantém candidatura presidencial

Um trio de juízes desembargadores confirmou, esta quarta-feira, a condenação do antigo Presidente do Brasil, no âmbito da Operação Lava Jato. Ainda assim, o Partido dos Trabalhadores insiste em escolher Lula da Silva como seu candidato, na corrida à presidência brasileira. “Não tem clima para discutir outra alternativa. A militância não aceita. É Lula de qualquer jeito”, sublinhou um representante do partido. As eleições acontecem este ano.

Leia a notícia completa na Folha de São Paulo (acesso livre / conteúdo em português).

Bloomberg e Quartz

“América Primeiro”? Beneficia todos, diz Trump, mas líderes deixam-no a falar sozinho

Esta quinta-feira, Donald Trump junta-se aos líderes mundiais reunidos em Davos, levando debaixo do braço uma meta: convencer essa audiência de que o seu plano estratégico baseado no lema “América Primeiro” pode não só coexistir, como também beneficiar a globalização. O nova-iorquino não deve, no entanto, receber uma resposta calorosa, já que alguns participantes estão mesmo a planear sair a meio do seu discurso (agendado para sexta-feira) em forma de protesto contra as críticas que o presidente norte-americano fez aos países africanos, no início do mês.

Leia as notícias completas na Bloomberg (acesso condicionado / conteúdo em inglês) e na Quartz (acesso livre / conteúdo em inglês).

CNN Money

Homem mais rico da China diz ‘adeus’ ao seu império

A sorte de Wang Jianlin anda pelas ruas da amargura. O antigo homem mais rico da China está a desfazer-se do seu império. O empresário está a focar-se no investimento doméstico e a vender as suas propriedades internacionais para saldar as dívidas que acumulou durante os anos em que expandiu os seus negócios para o estrangeiro. O Governo chinês pressionou Jianlin a tomar esta decisão, uma vez que estava preocupado com o efeito desestabilizador do fluxo de saída de dinheiro, no sistema financeiro.

Leia a notícia completa na CNN Money (acesso livre / conteúdo em inglês).

The Guardian

Netflix e Amazon enfrentam novo concorrente: Sky baixa preços

Ainda que a Netflix esteja a dar passos confiantes em direção ao domínio mundial da indústria da televisão, há quem esteja disposto a enfrentar a sua posição. A Sky acaba, por isso, de lançar um comando inteligente de baixo custo que se conecta com seu serviço de streaming e disponibiliza filmes, séries televisivas e eventos desportivos a um preço reduzido. Com este serviço mais barato e flexível, a Sky (que é, em parte, detida pela FOX, que é, por sua vez, detida pela Disney — que pretende lançar, em breve, o seu próprio serviço de streaming rival da Netflix) pretende, assim, fazer frente ao crescimento franco das plataformas americanas deste tipo.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre / conteúdo em inglês).

Financial Times e TechCrunch

Criptomoedas? Suíça quer ser a nação delas, 50 Cent ficou milionário com elas

Enquanto alguns países receiam a chegada das criptomoedas, a Suíça prepara-se para as acolher de braços abertos. O ministro da Economia alpino garantiu que o Governo está a estudar que regulação e legislação devem ser aplicadas para que a Suíça ser transforme na “nação-cripto”. De braços abertos a esta nova moeda, esteve já, em 2014, 50 Cent. Quase quatro anos depois, o músico acaba de descobrir que acumulou uma fortuna através desse investimento.

Leia as notícias completas no Financial Times (acesso condicionado / conteúdo em inglês) e no TechCrunch (acesso livre / conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião