Apesar de aumentar lucros e dividendos, Galp Energia cai quase 3%. Bolsa de Lisboa recua

A petrolífera revelou um aumento dos lucros, superando as estimativas dos analistas. No mercado, no entanto, os investidores estão a penalizar os títulos, levando a praça portuguesa a recuar.

Lisboa arrancou a sessão em queda. A praça portuguesa contraria a tendência das restantes bolsas europeias, penalizada pelos títulos do setor energético, especialmente a Galp Energia. Apesar de ter apresentado resultados acima das estimativas, bem como de ter anunciado um aumento do dividendo, está a ser penalizada pelos investidores. Recua quase 3%.

O índice de referência do mercado português, o PSI-20, arrancou a sessão a cair 0,42& para 5.412,91 pontos, tendo acentuado essa queda. Numa sessão que está a ser de perdas ligeiras para as restantes bolsas europeias, a praça nacional está, agora, a desvalorizar 0,57%, reduzindo o ganho acumulado desde o início do ano a menos de 1%.

A Galp Energia é a cotada que mais condiciona a negociação. As ações da petrolífera chegaram a perder quase 3%, seguindo a cair 1,43% para 14,485 euros, isto apesar de ter revelado um crescimento de 25% nos resultados líquidos de 2017, para 602 milhões de euros, superando as estimativas dos analistas. Ao mesmo tempo, a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva revelou que vai aumentar os dividendos para 55 cêntimos por ação.

Ainda na energia, a EDP recua 0,22% e a EDP Renováveis avança 0,28%, sendo uma das poucas cotadas com sinal positivo nesta sessão. Também os CTT estão a valorizar, avançando 0,72% para 3,336 euros, isto no dia em que é revelado que vão encerrar mais postos do que os 22 inicialmente anunciados pela empresa liderada por Francisco Lacerda.

A condicionar a bolsa está também o BCP. O banco registou mais uma queda acentuada na última sessão, mantendo a tendência negativa nesta. As ações do banco liderado por Nuno Amado seguem a cair 0,75% para os 29,23 cêntimos.

(Notícia atualizada às 8h17 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Apesar de aumentar lucros e dividendos, Galp Energia cai quase 3%. Bolsa de Lisboa recua

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião