Simulador de pensões avança até maio

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 21 Fevereiro 2018

Governo acredita que este será um instrumento útil para a tomada de decisão. Novo simulador vai trabalhar com dados reais para projetar um valor de reforma.

O novo simulador de pensões, que permitirá projetar o valor esperado de reforma com base em dados reais, deverá avançar até maio, anunciou esta quarta-feira o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

No encerramento da apresentação de um estudo da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) sobre os desafios da Segurança Social, o ministro do Trabalho defendeu como “essencial” a “confiança” nos sistemas, apontando como fundamentos a “informação, a credibilidade e a previsibilidade”.

Nesse sentido, indicou ainda, o Governo “irá lançar nos próximos meses, até ao mês de maio seguramente” um “simulador da pensão de cada um”. Em causa está “um simulador não teórico, mas realista”, que “vai recuperar toda a informação existente sobre as carreiras contributivas” e, utilizando depois as fórmulas de cálculo aplicáveis, irá “projetar aquilo que será a pensão que uma pessoa pode esperar do sistema público de pensões”, acrescentou ainda.

Claro que o resultado “será mais fiável para quem está mais perto da idade de reforma” e “mais instável” para jovens que ainda estão longe dessa etapa, vincou depois Vieira da Silva.

Aos jornalistas, o governante salientou que o simulador, ainda em fase de testes, vai trabalhar com a “vida real” dos futuros pensionistas para depois dizer que a “pensão previsivelmente será esta”. “Não pode dizer com certeza porque a pessoa só faz isso quando ainda faltam alguns anos”, mas “pode dizer se se reformar daqui a cinco anos e se o seu salário evoluir como tem evoluído ou se ficar estável, a sua pensão previsivelmente será esta”. Para o ministro, este será um instrumento “útil para tomar decisões”.

Comentários ({{ total }})

Simulador de pensões avança até maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião