Bruxelas quer taxa entre 2% e 6% para gigantes tecnológicas

  • ECO
  • 4 Março 2018

Taxa sobre as receitas deverá ficar mais perto dos 2% do que dos 6%, afirmou Bruno Le Maire em entrevista a um jornal francês. União Europeia deverá divulgar diretiva nas próximas semanas.

A União Europeia quer taxar as receitas das gigantes tecnológicas. De acordo com o ministro das finanças francês, será apresentada uma diretiva nesse sentido nas próximas semanas.

A taxa a aplicar sobre as receitas deverá ficar entre os 2% e os 6%. Contudo, frisou Bruno Le Maire, é de esperar que fique mais perto dos 2% do que dos 6%. O governante falava ao Le Journal du Dimanche, em entrevista publicada no sábado e citada pela agência Reuters.

De acordo com Bruno Le Maire, este será um avanço considerável. E “é um ponto de partida”, notou ainda. O governante diz preferir um texto que seja rapidamente implementado a negociações sem fim.

Alemanha, Espanha, Itália e França também já defenderam mudanças: em setembro do ano passado, o El País noticiou que os quatro grande países do euro queriam obrigar as gigantes mundiais da internet a pagar mais impostos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas quer taxa entre 2% e 6% para gigantes tecnológicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião