Inapa lucra, mas menos. Chairman vai sair

  • Lusa e ECO
  • 23 Março 2018

Os lucros da Inapa recuaram para 200 mil euros, que compara com os 4,4 milhões de euros registados em 2017. Valor de 2017 incluía a compra da Papyrus France e a venda da Inapa Suíça.

É o dois em um: no dia em que apresenta resultados, a Inapa comunica ao mercado a saída do chairman do grupo, Álvaro Pinto Correia, por razões de saúde.

O resultado líquido da distribuidora de papel caiu para 200 mil euros em 2017, o que compara com 4,4 milhões de euros registados um ano antes, anunciou esta sexta-feira a empresa em comunicado enviado à CMVM.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Inapa refere que “o grupo fechou o ano com um resultado líquido positivo de 0,2 milhões de euros, que comparam com 4,4 milhões de euros em 2016″.

Se for excluído o efeito da mais-valia da compra da Papyrus France e a alienação da Inapa Suíça nas contas de 2016, “que teve um impacto agregado de 9,5 milhões de euros, os resultados líquidos aumentaram em 5,4 milhões de euros”, acrescenta.

Em igual período, o volume de negócios ascendeu a 885,7 milhões de euros, “mais 36 milhões de euros face ao ano anterior, um valor que traduz um crescimento de 4%”.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) recorrente atingiu os 22,6 milhões de euros, mais 2,8% do que um ano antes.

“A evolução verificada nas três áreas de negócio demonstra o acerto das decisões estratégicas tomadas em 2016, em que o grupo fez um grande investimento em França ao adquirir na área da distribuição de papel a Papyrus France e na área de embalagem a Embaltec SA. A fusão das empresas de papel em França realizada em 2017 vai permitir alcançar uma maior eficiência operacional e reforçar a nossa posição no mercado francês, no qual a Inapa é hoje líder”, refere o presidente executivo, Diogo Rezende, citado no comunicado.

Chairman do grupo sai

Álvaro Pinto Correia vai abandonar a função de chairman do grupo Inapa, cargo que exercia há oito anos. A saída do presidente do conselho de administração do grupo acontece por razões de saúde, adianta a Inapa em comunicado.

Numa nota prévia no relatório de contas, a Inapa agradece “o seu inestimável contributo para o desenvolvimento da Inapa durante os oito anos em que exerceu o cargo de presidente do conselho de administração”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Inapa lucra, mas menos. Chairman vai sair

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião