#deletefacebook: Playboy junta-se à Tesla e à SpaceX

  • Rita Frade
  • 28 Março 2018

A Playboy é a mais recente empresa a juntar-se ao movimento #deletefacebook. Apagou esta terça-feira a sua conta de Facebook, juntando-se, assim, à Tesla e à SpaceX.

Depois da Tesla e da SpaceX, também a Playboy se juntou ao movimento #deletefacebook. O anuncio foi feito esta terça-feira por Cooper Hefner, filho do fundador da revista Hugh Hefner, na sua conta de Twitter.

Cooper Hefner explica que as políticas do Facebook vão contra os valores da Playboy que, na sua opinião, “continuam a ser sexualmente repressivas“. E a recente polémica foi a “gota de água”, levando a publicação a desaparecer da rede social.

Os recentes acontecimentos, nomeadamente a interferência da Cambridge Analytica na eleição dos Estados Unidos, “demonstram mais uma preocupação que temos sobre a forma como a Facebook lida com os dados dos utilizadores — mais de 25 milhões dos quais são fãs da Playboy – deixando claro, para nós, que devemos deixar a plataforma“, diz Cooper Hefner.

Neste momento, a página de Facebook principal já não se encontra disponível, mas outras páginas oficiais, como a Playboy Deutschland, continuam acessíveis.

Para além da Playboy, da Tesla e da SpaceX, também várias celebridades, como o comediante Will Ferrell ou a cantora Cher, se juntaram ao movimento #deletefacebook e apagaram as suas contas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

#deletefacebook: Playboy junta-se à Tesla e à SpaceX

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião