#deletefacebook: Playboy junta-se à Tesla e à SpaceX

  • Rita Frade
  • 28 Março 2018

A Playboy é a mais recente empresa a juntar-se ao movimento #deletefacebook. Apagou esta terça-feira a sua conta de Facebook, juntando-se, assim, à Tesla e à SpaceX.

Depois da Tesla e da SpaceX, também a Playboy se juntou ao movimento #deletefacebook. O anuncio foi feito esta terça-feira por Cooper Hefner, filho do fundador da revista Hugh Hefner, na sua conta de Twitter.

Cooper Hefner explica que as políticas do Facebook vão contra os valores da Playboy que, na sua opinião, “continuam a ser sexualmente repressivas“. E a recente polémica foi a “gota de água”, levando a publicação a desaparecer da rede social.

Os recentes acontecimentos, nomeadamente a interferência da Cambridge Analytica na eleição dos Estados Unidos, “demonstram mais uma preocupação que temos sobre a forma como a Facebook lida com os dados dos utilizadores — mais de 25 milhões dos quais são fãs da Playboy – deixando claro, para nós, que devemos deixar a plataforma“, diz Cooper Hefner.

Neste momento, a página de Facebook principal já não se encontra disponível, mas outras páginas oficiais, como a Playboy Deutschland, continuam acessíveis.

Para além da Playboy, da Tesla e da SpaceX, também várias celebridades, como o comediante Will Ferrell ou a cantora Cher, se juntaram ao movimento #deletefacebook e apagaram as suas contas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

#deletefacebook: Playboy junta-se à Tesla e à SpaceX

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião