Expansão do Hospital da Luz pode criar 1.000 empregos em 2019

  • ECO
  • 21 Abril 2018

A Luz Saúde pretende criar 1.000 empregos em 2019 com o projeto da expansão do Hospital da Luz. Entrada da Fosun no capital deu novo fôlego para crescer.

A Luz Saúde tenciona criar “1.000 postos de trabalho em 2019”, disse Jorge Magalhães Correia, presidente do conselho de administração da dona do Hospital da Luz, em entrevista ao semanário Expresso (acesso condicionado). Isto acontece numa altura em que 49% da empresa foi vendida aos chineses da Fosun, que também detém 85% da Fidelidade — e, desta forma, controla direta e indiretamente 97,78% da Luz Saúde.

A operação vem dar novo fôlego financeiro à empresa para crescer e a administração está contente com o desempenho do grupo. “A abertura de mais cinco unidades desde que entrámos no capital é ilustrativo deste crescimento, que tem como exemplo mais evidente o projeto de expansão do Hospital da Luz, em curso, e que criará 1.000 postos de trabalho em 2019″, disse Jorge Magalhães Correia, que também é presidente da Fidelidade.

A Fidelidade começou por comprar a Luz Saúde na bolsa em 2014, tendo vendido 49% em janeiro à Fosun Healthcare. Agora, segundo o gestor, não existem intenções de vender a posição remanescente, que é de cerca de 50%. Aliás, na semana passada, os acionistas decidiram-se pela retirada da Luz Saúde da bolsa de Lisboa, ou seja, a “perda da qualidade de sociedade aberta”.

A operação, segundo o gestor, permitiu a empresa “aumentar o rácio de capital e atingir os 150%, que era o objetivo” proposto para 2017. “Este nível de capital suporta o nosso crescimento em Portugal, com um aumento de 7,5% no segmento Não Vida, e a nossa expansão internacional no Peru, Bolívia e Paraguai”, disse Jorge Magalhães Correia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Expansão do Hospital da Luz pode criar 1.000 empregos em 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião