Rio esclarece proposta do PSD: objetivo é conhecer quem deve e não paga

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 11 Maio 2018

"O PSD vai apresentar uma proposta que tem "a ver com a forma como, do meu ponto de vista, se está a ler erradamente aquilo que é o sigilo bancário", afirmou Rui Rio esta sexta-feira.

O líder do PSD esclareceu esta sexta-feira a proposta que o partido quer apresentar no âmbito do sigilo bancário. O que está em causa é saber quem deve, e não paga, à Caixa Geral de Depósitos, e não aqueles que estão a cumprir os pagamentos. E são apenas os 50 maiores devedores, concretiza Rui Rio.

“O PSD efetivamente vai apresentar uma proposta de alteração ao sigilo bancário e que tem fundamentalmente a ver com a forma como, do meu ponto de vista, se está a ler erradamente aquilo que é o sigilo bancário”, afirmou Rui Rio, em declarações transmitidas pela SIC Notícias.

O presidente do PSD pede “o conhecimento” de empresas e pessoas que ficaram a dever à Caixa Geral de Depósitos e que “não pagam, ponto”. Rui Rio fez questão de frisar que a proposta não procura saber quanto devem aqueles que estão a cumprir nem “quanto dinheiro cada um tem no banco”. “Coisa diferente é dizer os portugueses tiveram de pagar milhões e milhões e milhões de euros” para “crédito mal dado que neste momento é incobrável, que gerou imparidades”.

O ex-autarca entende que haverá de certa forma uma “leitura abusiva” da medida, defendendo que “não tem nada a ver com sigilo bancário” e que não está em causa “devassa da vida das pessoas”. No início deste mês, a Caixa invocou deveres de sigilo bancário para não revelar a informação.

Além disso, rematou Rio, o partido cinge a sua proposta aos 50 maiores devedores. O presidente do PSD mostrou “grande espanto” na posição do PS, PCP e BE à medida. “Para mim é um completo enigma principalmente do lado do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda, como é que estão sempre a inviabilizar isso”, frisou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rio esclarece proposta do PSD: objetivo é conhecer quem deve e não paga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião