ASICS também quer pôr empresas a correr

  • Juliana Nogueira Santos
  • 12 Maio 2018

A marca de equipamento desportivo quer acelerar dez empresas que contribuam para o seu mote "mente sã em corpo são".

A ASICS já põe milhões de pessoas a correr diariamente, mas agora quer fazer correr também as empresas, através de um novo acelerador de startups. Com o TENKAN-TEN Growth Catalyst, a marca japonesa de material desportivo quer dar a oportunidade a startups que produzam produtos para o segmento do Desporto e Bem-estar.

“O grande guarda-chuva deste acelerador é o mote da ASICS, que significa Anima Sana In Corpore Sano — em português, alma sã em corpo são. Todas as startups que contribuam para isto podem inscrever-se”, explicou ao ECO Emilio Risques, responsável pela inovação em território europeu da ASICS. “Para além disso, tem de ser um projeto disruptivo, que ninguém esteja a fazer igual, e uma equipa forte. Porque a empresa é tão importante como o produto.”

"Esta não é uma manobra de marketing para nós, é uma colaboração real. Queremos acompanhá-los depois porque podemos passar a ser seus clientes, seus distribuidores ou podemos encontrar maneiras de continuarmos juntos. A vida de startup significa estar sozinho, mas ter apoio.”

Emilio Risques

Assim, as dez startups selecionadas poderão atuar em diferentes campos como Plataformas Digitais e Wearables, Desporto e Bem-estar, Treino e Saúde, ou até novos materiais e novas formas de interação do consumidor.

O programa oferece às empresas escolhidas um investimento de 30 mil euros, acesso ao know-how da marca japonesa, a mentoria e a todas as benesses que uma empresa que esteja pronta para dar o passo em frente necessita. “Queremos abranger as startups que estão entre a fase de criação e a primeira ronda de investimento. É nesse caminho, nesse grande salto, que queremos ajudar”, apontou Risques. Assim, só as startups que tenham já vendas de um produto específico é que têm aqui uma oportunidade.

Emilio Risques é responsável pelo departamento de inovação da área EMEA.ASICS

Para além disso, o objetivo da empresa é que, depois da incubação terminada, os laços entre as duas não terminem. “Esta não é uma manobra de marketing para nós, é uma colaboração real. Queremos acompanhá-los depois porque podemos passar a ser seus clientes, seus distribuidores ou podemos encontrar maneiras de continuarmos juntos. A vida de startup significa estar sozinho, mas ter apoio”, disse ainda ao ECO, o responsável pela inovação da empresa.

As inscrições para a aceleração estão abertas até 30 de junho, no site da iniciativa. O programa começa a 14 de setembro, em Barcelona.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

ASICS também quer pôr empresas a correr

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião