ISCTE entra no ranking do FT. Portugal passa a ter quatro escolas de formação de executivos entre as melhores do mundo

  • ECO
  • 14 Maio 2018

Católica, Nova, Porto e ISCTE são as quatro escolas portuguesas de formação de executivos que entram no ranking anual do Financial Times.

Portugal já conta com quatro escolas de formação de executivos entre as melhores do mundo, eleitas anualmente pelo Financial Times. Católica Lisbon School of Business and Economics, Nova School of Business and Economics e Porto Business School voltam a entrar na lista das 80 melhores escolas de negócios do mundo. Este ano, há uma novidade: o ISCTE Business School passou a constar do ranking feito pelo jornal britânico desde 1999.

Depois de, no ano passado, já ter entrado no ranking das melhores escolas de negócios, o ISCTE estreia-se agora entre as melhores escolas de formação de executivos, no 80º lugar, o último da lista. A faculdade de Lisboa consegue melhor classificação no que toca à participação internacional dos seus cursos, surgindo em 48º lugar da lista.

A escola portuguesa mais bem classificada é a Católica Lisbon School of Business and Economics, ainda que tenha caído vários lugares, do 44º para o 50º. Já no ano passado a faculdade tinha caído dois lugares neste ranking, mas continua a ser a escola portuguesa no posto mais elevado, conseguindo melhores pontuações noutros critérios: é a 39ª melhor do mundo no que toca à preparação de executivos para o mundo do trabalho e a 46ª melhor a acompanhar os alunos depois de terminarem os cursos. A Católica é a escola portuguesa há mais tempo neste ranking, no qual entrou em 2006.

Nuno Fernandes, dean da Católica Lisbon School of Business and Economics, justifica a presença entre as melhores escolas do mundo com o “acumular de experiência, de qualidade e de competências necessárias para responder a projetos ambiciosos como são aqueles que os profissionais e empresas hoje exigem”.

Já a Nova School of Business and Economics, no ranking desde 2011, manteve-se na 57ª posição da lista, tal como no ano passado. Os critérios em que consegue melhor classificação são a localização internacional (24º lugar) e crescimento (33º lugar).

“A presença contínua da Nova SBE reforça o nosso progresso e a nossa marca junto dos nossos pares globais e, principalmente, permite-nos estimular ainda mais o nosso mercado, no qual as necessidades de formação e desenvolvimento são muito significativas”, refere Luís Rodrigues, CEO da Nova SBE Executive Education. “As empresas e os executivos portugueses têm de despertar para a necessidade crítica de investir no seu desenvolvimento, para poderem mostrar todo o seu potencial. Temos grandes qualidades e um potencial enorme, só temos de o trazer para o mercado”, reforça.

Também a Porto Business School, que entrou neste ranking em 2013, ficou na mesma posição que já tinha no ano passado: 69ª, sendo a 21ª melhor do mundo no que toca às parcerias com outras escolas.

Estas são as classificações das escolas portuguesas no ranking dos programas abertos. Olhando para o ranking global, que junta os programas abertos com os programas customizados para empresas e que considera apenas as 50 escolas de topo a nível mundial nestas duas áreas, o ISCTE e a Porto Business School não constam da lista, mas a Católica e a Nova conseguem classificações melhores, no 40º e 50º lugares, respetivamente.

A nível global, o ranking é liderado pela espanhola Iese Business School, seguida pela suíça IMD e pela francesa Insead.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ISCTE entra no ranking do FT. Portugal passa a ter quatro escolas de formação de executivos entre as melhores do mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião