Acionistas aprovam Maya para CEO do BCP com 95% dos votos. Já só falta o BCE

  • Rita Atalaia
  • 30 Maio 2018

O nome do gestor para substituir Nuno Amado na liderança do BCP foi aprovado com 95,21% dos votos na assembleia-geral de acionistas realizada esta quarta-feira. Fica a faltar o 'ok' do BCE.

É oficial: Miguel Maya é o novo CEO do BCP. O nome do gestor para substituir Nuno Amado, que se mantém como chairman da instituição financeira, foi aprovado com 95,21% dos votos numa assembleia-geral de acionistas que contou com a presença de cerca de 63% do capital do banco. Fica a faltar a aprovação do Banco Central Europeu, que deve chegar dentro de duas semanas.

Na despedida do cargo de CEO, passando agora a chairman do BCP, Nuno Amado começou por fazer uma longa apresentação aos acionistas, seguida por uma sessão de perguntas e respostas. Só depois é que foram votados os dez pontos em discussão, nomeadamente a aprovação da nova comissão executiva agora liderada por Miguel Maya.

O conselho de administração do BCP vai contar com 17 gestores. Na equipa de Maya está Miguel Bragança, João Nuno Palma, José Miguel Pessanha e Rui Teixeira, que transitam do último mandato. Já Maria José Barreto de Campos, que entrou no BCP através do Banco Comercial de Macau, estreia-se nesta nova comissão.

Enquanto a comissão executiva será liderada por Maya, o conselho de administração terá Nuno Amado à frente. O gestor, que foi CEO do BCP nos últimos seis anos, terá consigo Jorge Magalhães Correia, presidente da Fidelidade indicado pela Fosun, José Elias da Costa (independente), Lingjiang Xu (Fosun), Teófilo da Fonseca (independente), Valter Barros (independente) e Xiao Xu Gu (Fosun).

Foi em março que foram anunciadas as mudanças dentro do BCP. Contudo, Maya ainda aguarda pela aprovação do Banco Central Europeu. Até chegar o ‘ok’ das autoridades, os nomes ficam congelados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Acionistas aprovam Maya para CEO do BCP com 95% dos votos. Já só falta o BCE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião