Merkel diz que quer aproximar-se e trabalhar com novo Governo Italiano

  • Lusa
  • 3 Junho 2018

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse este domingo que quer aproximar-se e trabalhar com o novo Governo italiano, sem “fazer especulações sobre as suas intenções”.

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse este domingo que quer aproximar-se e trabalhar com o novo Governo italiano, sem “fazer especulações sobre as suas intenções”.

Questionada sobre as recentes declarações do ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, que afirmou que os italianos “não são escravos” da Alemanha e da França, Merkel vincou que “é melhor manter o foco na discussão dos problemas da Itália”.

A chanceler garantiu ainda que a Alemanha está interessada em salvaguardar a habilidade da Europa agir e fazer-se ouvir, numa altura em que a ordem global está a sofrer alterações.

Na sexta-feira, o jurista Giuseppe Conte jurou como novo primeiro-ministro de Itália perante o chefe de Estado, Sergio Mattarella, apoiado pelo Movimento Cinco Estrelas (M5S, antissistema) e a Liga (extrema direita). Giuseppe Conte foi seguido pelos vice-presidentes, o líder do M5S, Luigi di Maio, também ministro do Desenvolvimento Económico e do Trabalho, e do da Liga, Matteo Salvini, que assumirá a pasta do Interior.

O ato foi depois seguido por 18 ministros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Merkel diz que quer aproximar-se e trabalhar com novo Governo Italiano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião