Depois do stress com G7, Wall Street olha com esperança para Singapura

  • Rita Atalaia
  • 11 Junho 2018

As bolsas norte-americanas terminaram a primeira sessão da semana no verde. Isto depois de os receios em torno do G7 terem aliviado. Foco vira-se agora para a cimeira entre EUA e Coreia do Norte.

As bolsas norte-americanas terminaram a primeira sessão da semana no verde. Depois de um arranque pouco auspicioso perante os receios dos investidores em torno da tensão na cimeira do G7, os índices acabaram por reforçar os ganhos com o foco a virar-se para a cimeira entre os EUA e a Coreia do Norte, em Singapura.

A sessão arrancou com alguma cautela por parte dos investidores, depois de a Alemanha ter acusado Donald Trump de “destruir” uma grande parte da confiança entre os Estados Unidos e a Europa, ao retirar, com um tweet, o apoio ao acordo final da cimeira de G7. “Trump não se importa com as convenções. Por isso, cria uma imprevisibilidade que os mercados não gostam”, afirmou Maris Ogg, presidente da Tower Bridge Advisors, à CNBC.

Mas esta tensão acabou por aliviar, o que se refletiu positivamente no desenrolar da negociação nas bolsas. O Dow Jones acabou por encerrar a sessão a valorizar 0,19% para 25.363,71 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,11% para 2.782,1 pontos. Já o índice tecnológico Nasdaq ganhou 0,19% para 7.659,92 pontos.

O foco dos investidores virou-se para a cimeira entre os EUA e a Coreia do Norte. Donald Trump e Kim Jong Un vão estar frente a frente na madrugada desta segunda-feira (hora de Lisboa) em Singapura, num primeiro encontro que se prevê um dos mais tensos da história dos primeiros encontros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Depois do stress com G7, Wall Street olha com esperança para Singapura

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião