Juros da dívida italiana caem e aliviam pressão em Portugal

Os juros da dívida portuguesa caem, contagiados pelo alívio das tensões políticas em Itália. Em Espanha a tendência mantém-se, enquanto a dívida alemã sobe.

Depois de vários dias de tensões oriundas de Itália, o cenário começa a ser mais promissor. Os juros da dívida italiana a dez anos estão em queda esta segunda-feira, levando atrás os juros dos outros países, incluindo Portugal. A taxa de juro a dez anos das obrigações nacionais está a bater nos 2,965%, representando uma queda de 18 pontos base.

A 29 de maio, as yields da dívida soberana nacional agravaram-se, com a taxa de juro a dez anos das obrigações portuguesas a disparar para máximos de outubro do ano passado. Contudo, as tensões nos mercados parecem estar a reduzir. Depois de, este domingo, o ministro da Economia italiano ter negado estar a traçar planos para Itália abandonar a zona euro, os investidores mostram-se mais confiantes.

Estas declarações provocaram uma forte queda dos juros italianos, com a yield associadas às obrigações a dez anos a cair 18 pontos para 2,965%. Esta manhã, a queda foi ainda maior, chegando a bater nos 2,868%.

Este alívio atingiu os outros países da Zona Euro, incluindo Portugal, onde os juros no prazo de referência descem 7,1 pontos base para 1,977%, o valor mais baixo desde 6 de junho. Nas restantes maturidades, o sentido é semelhante. A três anos, verifica-se um deslize de 5,3 pontos base para 0,159%, enquanto a cinco anos a queda é menor: 4,2 pontos base para 0,845%.

Juros portugueses sobem

Fonte: Reuters

Por sua vez, a yield espanhola também está a acompanhar a tendência, recuando 2,7 pontos base para 1,445%. Contrariamente, na Alemanha, a dívida nacional está a subir 14 pontos base para 0,463%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juros da dívida italiana caem e aliviam pressão em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião