Fusão da AT&T com a Time Warner tem luz verde nos EUA

  • Lusa
  • 13 Junho 2018

Operação avaliada em 85 mil milhões de dólares é considerada um ponto de viragem no setor das comunicações e dos media.

A fusão entre o grupo de telecomunicações AT&T e a empresa de media Time Warner foi autorizada por um juiz federal dos Estados Unidos.

Apesar dos esforços do Governo dos Estados Unidos para bloquear este acordo, com o argumento de que prejudica a concorrência, um juiz do Tribunal Federação de Columbia deu “luz verde” à operação, avaliada em 85 mil milhões de dólares (71 mil milhões de euros).

A fusão é já vista nos Estados Unidos como um ponto de viragem no setor das comunicações e dos media.

Em comunicado, a AT&T revela que o processo deverá ficar concluído antes de 20 de junho.

Em reação, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indicou que vai analisar a decisão judicial e decidir os próximos passos para “preservar a competitividade em benefício dos consumidores”.

A AT&T, que anunciou a operação de fusão em outubro de 2016, considera que o setor mudou muito nos últimos anos, sobretudo com o aparecimento de plataformas digitais como Netflix, Youtube ou Google.

Os advogados que tratam dos assuntos de concorrência no Departamento de Justiça preocupam-se com a possibilidade de os consumidores acabarem a pagar mais pelos seus espetáculos favoritos, sejam nos ecrãs de televisão, nos smartphones ou nos tabletes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Fusão da AT&T com a Time Warner tem luz verde nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião