Sporting: Tribunal proíbe AG marcadas para 17 e 21 de junho

  • ECO
  • 14 Junho 2018

Proibição foi imposta pelo Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa. Se Bruno de Carvalho avançar com estas, mesmo após a ordem do tribunal, incorre no crime de desobediência. 

A Assembleia Geral do Sporting marcada para dia 17 de junho pela “Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral”, criada por Bruno de Carvalho, foi proibida pelo Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, avança esta quinta-feira O Jogo. Fica também cancelada a outra AG, marcada para 21 de junho. As duas reuniões deveriam decorrer no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

A proibição vem depois da providência cautelar interposta por Jaime Marta Soares, que contestava a realização de um encontro geral de sócios para substituir os responsáveis que deixaram as suas funções. Se Bruno de Carvalho avançar com estas, mesmo após a ordem do tribunal, incorre no crime de desobediência.

No documento ao qual vários meios já tiveram acesso pode ler-se a determinação da ” suspensão imediata das Assembleias Gerais do Sporting Clube de Portugal convocadas pela “Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral” para o dia 17 de Junho de 2018 e para o dia 21 de Julho de 2018″.

A assembleia convocada tinha quatro pontos na sua ordem de trabalhos: a aprovação do Orçamento, a análise da situação do clube, a prestação de esclarecimento aos sócios e a aprovação das alterações de estatutos. Já a segunda tinha como objetivo eleger os novos membros da Mesa da Assembleia Geral.

(Notícia atualizada às 17h00 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Sporting: Tribunal proíbe AG marcadas para 17 e 21 de junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião