Série 8 vai voltar. Veja o novo topo de gama da BMW

Quem não gosta de um coupé? E de um grande coupé, como era o Série 8 que nasceu em 1989? Era um luxo, mas há quase duas décadas que desapareceu... Agora vai voltar.

Não, a BMW não está a inventar mais números para juntar ao seu portefólio. Se o fez com o 2, 4 e, antes disso com o 6, no caso do 8, é uma Série que já tem escola. O primeiro apareceu já em 1989 e… foi um estrondo. A marca de Munique deslumbrou com um coupé de grandes dimensões que marcava pela sua frente longa e aguçada. O mítico modelo desapareceu dez anos depois mas, agora, vai voltar. E, como não poderia deixar de ser, em grande.

Os rumores já vêm de algum tempo, mas a confirmação só surgiu mais recentemente. E agora já foi mesmo apresentado o sucessor do topo de gama da fabricante germânica. A receita é a mesma. É um modelo baixinho, mas muito comprido — que culmina numa generosa traseira onde os escapes brilham. Com um capot de grandes dimensões que promete encher o peito de quem vai ao volante.

Se por fora será preciso perder algum tempo para absorver todas as linhas que a fabricante desenhou neste novo modelo — desta que para os tradicionais “rins” que, neste caso, estão mais angulares –, por dentro há… luxo. Pele, muita pele, que se funde com tanta tecnologia. Há um painel de instrumentos digital e, claro, um outro, no tablier, que dá acesso a tudo. Seja os controlos de segurança, seja de entretenimento.

É um modelo gigante, mas só tem lugar para quatro, dois à frente e outro dois atrás. É uma configuração que permite a todos viajarem confortavelmente, tirando partido do requinte a bordo. Mas só um poderá divertir-se com toda a potência que este Série 8 trará debaixo do capot. E é muita.

De acordo com a BMW, haverá dois motores, sendo um a gasolina e outro a diesel. A marca da Baviera vai disponibilizar um 3.0 a gasóleo, que será denominado de 840d. São 320 cv para domar, com a ajuda da tração integral que estará presente nas duas motorizações, que, segundo a marca, vão gastar pouquinho: cerca de 6 litros aos 100 km. Mas chegam aos 100 km/h em menos de cinco segundos.

Os verdadeiros apreciadores do Série 8 vão ficar embasbacados é com o M850i xDrive Coupe M Performance. Uma designação comprida que, long story short, se traduz num V8 de 4.4 litros, biturbo. Traz 530 cv que fazem disparar o coupé até aos 100 km/h em 3,7 segundos. Pena é a limitação aos 250 km/h.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Série 8 vai voltar. Veja o novo topo de gama da BMW

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião