Desempregados inscritos no IEFP caem a pique. Estão no nível mais baixo em 16 anos

No espaço de um mês, passaram a estar inscritas nos centros de emprego menos 25,8 mil pessoas. Esta é a maior queda em cadeia desde, pelo menos, 1989.

16 anos que os centros de emprego não tinham tão poucos desempregados inscritos. No final do mês de maio, estavam registados nos centros do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) pouco mais de 350 mil desempregados, uma queda acentuada em relação ao ano passado.

Os dados foram publicados, esta quinta-feira, pelo IEFP. Ao todo, estavam registados nos centros de emprego 350.174 pessoas no final de maio deste ano, o valor mais baixo desde agosto de 2002.

Este número representa uma quebra de 19% em relação a maio do ano passado e de 6,9% em relação a abril. Esta é a maior redução em cadeia desde que o IEFP começou a reunir estes dados, em 1989. Significa isto que, no espaço de um mês, menos 25,8 mil pessoas passaram a estar inscritas nos centros de emprego.

Número de desempregados inscritos caiu 7% num mês

Para a diminuição do desemprego registado contribuíram todos os grupos de desempregados, com destaque para os homens, os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos, os inscritos há um ano ou mais, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o 1º ciclo básico, e ainda ensino secundário”, pode ler-se no relatório do IEFP.

A acompanhar esta evolução esteve o desemprego jovem, que registou uma quebra homóloga de 25,9% no número de inscritos nos centros de emprego. Há agora 35 mil jovens desempregados inscritos.

Comentários ({{ total }})

Desempregados inscritos no IEFP caem a pique. Estão no nível mais baixo em 16 anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião