Combustíveis estão mais baratos. Preços descem meio cêntimo no gasóleo e um cêntimo na gasolina

O preço dos combustíveis baixa esta semana. O litro da gasolina deve ficar até um cêntimo mais barato, enquanto no gasóleo é antecipada uma descida de até meio cêntimo no preço.

Boas notícias para quem precisa de abastecer o carro de combustível. Depois de na quinta-feira o Parlamento ter aprovado as várias propostas para eliminar ou reduzir o Imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP), os portugueses podem contar com combustíveis mais baratos esta semana. Tanto o preço da gasolina como do gasóleo devem baixar a partir desta segunda-feira, após uma semana de estabilização dos custos.

De acordo com fonte do setor, tanto a gasolina como o gasóleo simples vão ficar mais baratos, efeito que será mais sentido por quem abastecer o carro de gasolina. A gasolina desce até um cêntimo, por litro, enquanto no gasóleo a diminuição deverá rondar meio cêntimo.

Com esta descida, o preço médio de venda da gasolina simples de 95 octanas deverá passar dos atuais 1,577 euros por litro, segundo os dados da Direção Geral de Energia e Geologia, para os 1,567 euros. Já no caso do gasóleo, o preço do litro deverá baixar a partir da próxima segunda-feira, dos atuais 1,361 euros, para 1,356 euros.

A evolução dos preços dos combustíveis tem por base o comportamento das cotações da matéria-prima subjacente, o petróleo, na semana anterior. Esta semana, as cotações do brent, petróleo negociado em Londres e que serve de referência para Portugal, esteve a negociar em baixa. O preço da matéria-prima tem sido condicionado pela expectativa de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) se esteja a preparar para subir a produção de petróleo quando se reunir esta sexta-feira.

A semana passada foi marcada pela aprovação no Parlamento de várias propostas para eliminar ou reduzir o imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP). Os partidos à esquerda do PS viabilizaram um projeto de lei do CDS-PP que vem eliminar o adicional do ISP, um agravamento deste imposto que foi implementado em fevereiro de 2016.

Foram também aprovados dois projetos de resolução, do PSD e do PCP, que recomendam a redução do imposto sobre os combustíveis, para garantir a neutralidade fiscal e para que este imposto seja ajustado à evolução dos preços do petróleo.

(Notícia atualizada às 8h42)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Combustíveis estão mais baratos. Preços descem meio cêntimo no gasóleo e um cêntimo na gasolina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião