Banca já deu mais de 3,5 mil milhões para a compra de casa este ano

Nos primeiros cinco meses de 2018, os portugueses foram buscar à banca 3.784 milhões de euros em crédito à habitação. Trata-se de um aumento de 23% face ao verificado no mesmo período de 2017.

A concessão de crédito para a compra de casa não para de crescer em Portugal. Nos primeiros cinco meses do ano, o valor disponibilizado pelos bancos com esse fim ultrapassou a fasquia dos 3,5 mil milhões de euros. Face ao mesmo período do ano passado, este montante corresponde a um aumento de 23% mostram dados do Banco de Portugal.

De acordo com dados disponibilizados, esta terça-feira, pela entidade liderada por Carlos Costa, os bancos concederam em maio 815 milhões de euros em empréstimos para a compra de casa. Este valor representa um aumento de face aos 783 milhões disponibilizados em abril, e eleva para 3.784 milhões de euros o total do crédito à habitação concedido nos primeiros cinco meses deste ano.

Crédito da casa nos primeiros cinco meses de cada ano

Fonte: Banco de Portugal

Este total corresponde a um crescimento de 23% face ao total de empréstimos com esse fim concedidos no mesmo período do ano passado, dando assim seguimento à corrida dos portugueses à banca em busca de financiamento para a compra de casa. Movimento que está a ser apoiado pela banca que mantém a tendência de redução dos spreads exigidos aos clientes.

O Montepio foi o último banco a cortar a margem mínima que exige para emprestar dinheiro para a aquisição de habitação. Foi na semana passada, altura em que reduziu o seu spread mínimo pela primeira vez em dois anos, passando-o dos 1,55% para os 1,5%.

Crédito ao consumo em máximos de 2006

As restantes finalidades de crédito às famílias também apresentaram um movimento de subida. Nos empréstimos para consumo, em maio foram dados 429 milhões de euros, o que corresponde ao montante mensal mais elevado alto desde junho de 2006, elevando para 1.922 milhões de euros o total da concessão com este fim no acumulado do ano. Ou seja, mais 16,5% do que nos cinco primeiros meses do ano passado.

Nos empréstimos com outros fins, em maio, foram disponibilizados 162 milhões de euros, acima dos 142 milhões verificados no mês anterior. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, esta finalidade ascende a 761 milhões de euros de crédito concedido.

De forma agregada, os bancos já deram às famílias 6.467 milhões de euros em crédito, este ano, o que corresponde a um aumento de 17% face ao verificado no ano passado.

Empresas também recebem mais dinheiro

No setor empresarial também se observou um aumento da disponibilização de empréstimos no mês de maio, tanto nas de maior dimensão como nas mais pequenas. As operações de financiamento até um milhão de euros ascenderam a 1.535 milhões de euros, acima dos 1.442 milhões de euros concedidos em abril. Já as operações acima de um milhão de euros totalizaram 1.039 milhões de euros, superando os 1.019 milhões de euros disponibilizados no mês anterior.

No total, em maio, os bancos concederam 2.574 milhões de euros às empresas, elevando para 12.507 milhões de euros a quantia emprestada nos primeiros cinco meses do ano. Face ao mesmo período do ano passado, este valor representa um aumento de 11,6%.

(Notícia atualizada às 11h51)

Comentários ({{ total }})

Banca já deu mais de 3,5 mil milhões para a compra de casa este ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião