Novas taxas dos EUA levam Europa a queda de quase 1%. Bolsa de Lisboa não escapa a Trump

  • Rita Atalaia
  • 11 Julho 2018

O presidente dos EUA revelou uma nova lista de produtos chineses que vão ser taxados. Um anúncio que está a pressionar as praças na Europa... e a de Lisboa. A EDP Renováveis cai quase 2%.

Donald Trump voltou a agitar os mercados internacionais. O presidente dos EUA revelou uma nova lista de produtos chineses que vão ser alvo de tarifas, o que está a deixar a Europa sob pressão. E Lisboa não escapa. A bolsa nacional está de regresso às perdas, depois de cinco sessões consecutivas em alta. “Pesos pesados” estão em queda, mas é a EDP Renováveis que se destaca. A Altri renova máximos.

O Stoxx 600 está a cair 0,6% na abertura da sessão desta quarta-feira, tendência que se verifica na generalidade dos mercados acionistas do Velho Continente. O DAX, da Alemanha, cai quase 1%, depois de as autoridades norte-americanas terem revelado uma nova lista de produtos chineses que vão ser alvo das tarifas. A China já reagiu, considerando “totalmente inaceitável” a decisão dos EUA e que adotará as “contramedidas necessárias”.

“Para a China, os EUA são o mercado mais importante, representando cerca de 19% do total das exportações do país. Por isso, se os EUA aplicarem taxas adicionais de 200 mil milhões de dólares aos produtos, isto significa que cerca de metade das exportações de bens chineses para os EUA vão enfrentar tarifas elevadas”, afirma Rajiv Biswas, economista da IHS Markit, à CNBC.

Lisboa não fica indiferente ao movimento negativo. O índice de referência nacional, o PSI-20, abriu a recuar de 0,54% para 5.631,40 pontos, com a maioria dos títulos em queda. É a Galp Energia e o BCP que mais pesam no comportamento do mercado português, com quedas de 0,6% e 0,7%, respetivamente.

Europa cai… e Lisboa não escapa

Contudo é a EDP Renováveis que mais se destaca. A empresa de energias limpas, que tem a maioria dos ativos nos EUA, descia 1,82% para 8,92 euros. Já a casa-mãe EDP contraria este sentimento negativo, com a empresa liderada por António Mexia a subir 0,06% para 3,4920 euros.

Mas a EDP não é a única a fugir a esta tendência de queda. As papeleiras continuam a brilhar, com destaque para a Altri. A empresa sobe 0,33% para 9 euros — mas chegou a tocar os 9,31 euros — um novo máximo histórico. Já a Semapa avança 0,22% para 22,85 euros.

(Notícia atualizada às 08h19 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novas taxas dos EUA levam Europa a queda de quase 1%. Bolsa de Lisboa não escapa a Trump

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião