Nova companhia aérea de David Neeleman, acionista da TAP, compra 60 aviões à Airbus

  • ECO
  • 18 Julho 2018

A entrega dos aviões da Airbus para a nova companhia aérea de David Neeleman vai ter início em 2021.

David Neeleman, fundador da JetBlue e acionista da TAP e da companhia aérea brasileira Azul, encabeça a lista de investidores de uma nova companhia aérea norte-americana, que anunciou no Farnborough Air Show a compra de 60 aviões Airbus A220.

A nova startup de aviação assinou um Memorando de Entendimento com a fabricante Airbus, no qual prevê a entrega dos novos aviões a partir de 2021. “O A220 vai-nos permitir realizar rotas mais estreitas com conforto, sem comprometer os custos, especialmente nas rotas mais longas”, afirmou David Neeleman, principal investidor deste novo empreendimento.

"Depois de vários anos de consolidação das companhias aéreas americanas, estão a ser reunidas as condições para o aparecimento de uma nova geração de companhias aéreas, orientadas para o serviço ao passageiro”

David Neeleman

“Com o início das entregas em 2021, teremos tempo suficiente para estabelecer uma equipa de gestão de excelência e um modelo de negócio vencedor”, continua Neeleman.

Ainda não se sabe o nome desta nova companhia aérea, nem os restantes investidores. Para Eric Schulz, Director Comercial da Airbus, citado em nota, “a escolha desta companhia aérea startup pelo A220, como plataforma de lançamento deste novo modelo de negócio, comprova quão adequado este avião é em termos de experiência para o passageiro e de custos operacionais”.

“Este acordo confirma o papel importante que o A220 representa agora no portfólio de aviões de corredor único”, reforçou Eric Schulz.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nova companhia aérea de David Neeleman, acionista da TAP, compra 60 aviões à Airbus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião