EDP Renováveis vai fornecer energia ao Facebook

  • ECO
  • 2 Agosto 2018

O contrato levará à construção de um parque eólico que vai produzir energia limpa suficiente para alimentar o equivalente a mais de 52 mil casas por ano.

A EDP Renováveis assinou um contrato para fornecer energia eólica ao Facebook, nos Estados Unidos. O anúncio foi feito pela empresa liderada por João Manso Neto esta quinta-feira.

De acordo com o comunicado emitido esta tarde, o contrato é assinado através da filial EDP Renewables North America e implica a venda de energia elétrica (PPA, na sigla em inglês) de 139 megawatts, por 15 anos, com o Facebook.

O contrato levará à construção do parque eólico Headwaters II em Rondolph County, no Indiana, em 2020. Este parque eólico “vai produzir energia limpa suficiente para alimentar o equivalente a mais de 52 mil casas por ano e vai proporcionar benefícios económicos, incluindo postos de trabalho na construção e exploração do projeto e investimento nas comunidades locais”, refere a empresa portuguesa.

Para o Facebook, acrescenta o comunicado, “é um passo em frente nos seus objetivos de sustentabilidade das operações com energia limpa e renovável”.

Com este contrato, a EDP Renováveis vai alcançar em 2018 a meta de adições de capacidade de energia eólica prevista para o período 2016-2020, excedendo assim o objetivo de 3,5 gigawatts.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis vai fornecer energia ao Facebook

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião