Lucros da EDP Brasil crescem 60% para quase 100 milhões de euros

Empresa justifica crescimento com consistência operacional e financeira em todas as áreas, com destaque para a distribuição e produção termoeléctrica.

A EDP Brasil fechou os primeiros seis meses do ano com lucros de 441,8 milhões de reais (quase 100 milhões de euros ao câmbio atual), um crescimento de 59,6% face ao período homólogo do ano anterior.

De acordo com os dados revelados esta quinta-feira, o crescimento “é resultado da consistência operacional e financeira da EDP em todas as áreas, com destaque para a distribuição e a produção termoelétrica“.

Em comunicado a EDP Brasil adianta que na “distribuição, os principais indicadores deste semestre são o aumento do volume de energia distribuída e a redução de perdas. Na comercialização e na produção, a estratégia assertiva de trabalho para mitigação do risco hidrológico permitiu melhorias e ganhos em ambos os negócio”.

O EBITDA subiu 15,6% para 1,241 mil milhões de reais (280,8 milhões de euros). Já as receitas líquidas, excluindo receitas de construção, cresceram 24,7% para os 6,090 mil milhões de reais.

Em comunicado, Miguel Setas, presidente da EDP Brasil, destaca que “a primeira metade de 2018 foi marcada por avanços importantes em todos os objetivos da EDP. Além dos resultados consistentes a empresa continua a assegurar a marca de excelência na execução das suas obras”.

Em termos de investimentos, a EDP Brasil fechou os primeiros seis meses do ano com um investimento de 685 milhões de reais. A empresa adianta que este valor está em linha com o compromisso de investir 1,4 mil milhões de reais (mais de 320 milhões de euros).

A dívida líquida da companhia atingiu, em junho, os 6,137 mil milhões de reais, um crescimento de 1,3% face a dezembro de 2017, altura em que se cifrava nos 6,058 mil milhões de reais.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Lucros da EDP Brasil crescem 60% para quase 100 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião