BCP e Jerónimo Martins são as preferidas dos investidores nos fundos mobiliários

No final de julho, os fundos de investimento mobiliário captaram mais de 11 mil milhões de euros. Só em ações nacionais, os investidores depositaram 192,1 milhões.

No final de julho, estavam investidos mais de 11 mil milhões de euros em fundos de investimento mobiliário, de acordo com o relatório da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). No que diz respeito às ações nacionais, o BCP e a Jerónimo Martins foram as preferidas dos investidores, agregando, juntas, quase 40 milhões de euros. No total, as cotadas do PSI-20 totalizaram 192,1 milhões de euros.

Os fundos mobiliários captaram 11.118,5 milhões de euros no final do mês passado, uma queda ligeira de 1% face ao mês de junho, afirma a CMVM. Na Euronext, o banco liderado por Miguel Maya destacou-se ao arrecadar 21,2 milhões de euros em investimentos, representando 11% da carteira. Contudo, não foi este o título a observar a maior variação (0,5% face a junho). Essa coube à Jerónimo Martins, cujo valor investido aumentou 13,7% para 18,4 milhões de euros, representando 9,6% do total.

Atrás aparece a Galp Energia, com um peso de 9%, e um total de 17,2 milhões de euros em investimento captado, apresentando uma queda de 3,6% face ao mês anterior. A fechar o ranking dos cinco títulos com maior valor investido estão a NOS (4.º) e a Sonae (3.º), com 16,6 e 16,3 milhões de euros investidos, respetivamente.

Valor investido em ações nacionais

Fonte: Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)

Analisando o mercado europeu, o destaque vai para a Siemens. As ações do conglomerado alemão totalizaram investimentos de 27,5 milhões de euros, mais 16,4% do que em junho, representando 4,7% da carteira total europeia. Logo depois surge a LVMH (Louis Vuitton), com 24,3 milhões e a Inditex, com 20,5 milhões de euros captados. Em termos globais, os investidores depositaram, em julho, nos produtos europeus 581,6 milhões de euros, mais 2,5% do que no mês anterior.

Fora deste território, é a Apple que brilha, conquistando 4% das preferências dos investidores, num total de 24,6 milhões de euros (mais 1,5% do que em junho). Atrás surge a Microsoft, com 24 milhões investidos, e a Johnson & Johnson, com 22,4 milhões de euros. O valor investido no mercado fora da União Europeia (UE) ascendeu a 1.384,6 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP e Jerónimo Martins são as preferidas dos investidores nos fundos mobiliários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião