Inflação na Zona Euro atinge 2,1% em julho

  • Lusa e ECO
  • 17 Agosto 2018

Em julho, a taxa de inflação na Zona Euro atingiu os 2,1%, mais 0,1% do que o que tinha sido registado em junho e mais 0,8% na variação homóloga. Em Portugal, a taxa fixou-se na média da UE, 2,2%.

A taxa de inflação anual na Zona Euro situou-se nos 2,1% em julho, um crescimento ligeiro dos preços face a junho (2,0%), mas de oito décimas na variação homóloga, revela, esta sexta-feira, o Eurostat. Em julho de 2017 a taxa de inflação na zona euros fixava-se nos 1,3%.

Já no conjunto da União Europeia (UE), a taxa de inflação anual subiu de 2,1% em junho deste ano para 2,2% em julho, um valor também significativamente mais alto do que aquele registado no mesmo mês do ano passado (1,5%), revelam os dados publicados pelo gabinete oficial de estatísticas da UE.

Em julho, as taxas de inflação mais baixas foram registadas na Grécia (0,8%), Dinamarca (0,9%) e Irlanda (1,0%), e as mais elevadas na Roménia (4,3%), Bulgária (3,6%) e Hungria (3,4%), enquanto a inflação em Portugal se fixou precisamente na média da UE, 2,2% (face a 2,0% do mês anterior e 1,0% de julho do ano passado).

Face a junho, a inflação anual recuou em nove Estados-membros, manteve-se estável em seis e progrediu em 13, aponta o gabinete oficial de estatísticas da União.

O Eurostat aponta que a subida dos preços na zona euro no mês passado se deveu, sobretudo, às subidas registadas nos setores da energia (mais 0,89 pontos percentuais), serviços (+0,64%) e alimentação, álcool e tabaco (+0,49).

De acordo com a Reuters, a taxa registada em julho ficou ligeiramente acima do objetivo de 2% avançado pelo Banco Central Europeu. Esta evolução fica, assim, em linha com as metas anunciadas por Mario Draghi de retirar os estímulos monetários até ao final do ano e aumentar os juros, no verão de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Inflação na Zona Euro atinge 2,1% em julho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião