Vista Alegre vai agrupar dez ações num só título a 17 de setembro

Empresa de porcelanas vai agrupar 10 ações em apenas um título, medida com efeitos a partir de 17 de setembro. Arredondamento será feito por excesso e Visabeira compromete-se a dar ações que faltarem.

Os acionistas da Vista Alegre aprovaram esta quarta-feira o reagrupamento de dez ações numa só sem qualquer redução do capital social. A medida terá efeitos a partir de 17 de setembro.

Por exemplo, cada acionista que tenha 1.000 ações da Vista Alegre vai ficar com 100 novos títulos após esta operação. Mas não haverá perda de valor para o investidor dado que cada nova ação vai ver o seu preço multiplicado por dez. Tendo em conta a cotação de hoje, de 0,17 euros, cada nova ação da Visabeira passaria a cotar-se nos 1,70 euros após o processo de fusão de ações.

Foi deliberado na assembleia geral desta quarta-feira que “a cada acionista sejam alocadas ações na quantidade correspondente à divisão do número de ações de que é titular (…) pelo coeficiente a que se refere a alínea anterior (1:10), com o arrendamento por excesso para o número inteiro mais próximo, com exceção da acionista proponente Visabeira, à qual serão atribuídas novas ações remanescentes após a alocação aos demais acionistas.”

São mais de 1.500 milhões de ações que vão ser agrupadas em pouco mais de 150 milhões de euros. Atualmente, a Vista Alegre apresenta um valor de mercado de 257,8 milhões de euros, acumulando um ganho de 12% desde o início do ano.

Recentemente, a Visabeira anunciou a dispersão em bolsa de 24,13% do capital da empresa de vidros e porcelanas, permitindo assim uma maior liquidez dos títulos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Vista Alegre vai agrupar dez ações num só título a 17 de setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião