Visabeira vai pôr quase 25% do capital da Vista Alegre em bolsa

Depois do aumento de capital realizado no final do ano passado, as novas ações da Vista Alegre vão chegar ao mercado de capitais. A Visabeira vai dispersar 24,13% do capital a 24 de julho.

A Vista Alegre, que recentemente celebrou 30 anos em bolsa, vai ter mais ações no mercado de capitais. Depois de anos com um reduzido número de títulos, a Visabeira comunicou à CMVM que vai dispersar 24,13% do capital da empresa de vidros e porcelanas na praça lisboeta a 24 de julho. Estas ações que vão para a bolsa resultam do aumento de capital por conversão de créditos realizado no final de 2017.

“Os valores mobiliários objeto da admissão à negociação são 367.743.189 ações ordinárias, nominativas e escriturais, com o valor nominal de 0,08 euros cada, representativas de 24,13% do capital social da VAA”, refere o prospeto enviado à CMVM.Após a admissão à negociação no Euronext Lisbon, as Ações serão fungíveis com as ações ordinárias representativas do capital social da VAA já admitidas à negociação à data do presente prospeto“, nota.

Atualmente, a Vista Alegre conta com cerca de 2,5% do capital disperso em bolsa. Com estas novas ações, passará a ter mais de um quarto do capital no mercado, permitindo assim uma maior liquidez dos títulos que, atualmente, estão a cotar nos 0,17 euros.

Estes títulos que vão ser admitidos à negociação resultam do “aumento do seu capital social, conforme deliberado em assembleia geral realizada em 4 de dezembro de 2017, de 92,5 para 121,9 milhões de euros, através da emissão de 367,7 milhões de novas ações ordinárias”. Nesta operação, 357,1 milhões de títulos foram subscritos pela Cerutil no âmbito da conversão de créditos no valor de 50 milhões de euros.

Recorde-se que esta possibilidade de aumentar o “free float” da Vista Alegre já tinha sido aventada no arranque deste ano, quando a Visabeira Indústria comprou “fora de bolsa” à Portugal Capital Ventures um total de 125 milhões de títulos da Vista Alegre, passando a deter 90,48% do capital social e dos direitos de voto da VAA.

“Na sequência desta aquisição, é intenção da Visabeira Indústria, na presente data, que a VAA mantenha a qualidade de sociedade aberta com as ações representativas do seu capital social admitidas à negociação na Euronext Lisbon, estando ainda a equacionar a possibilidade de um aumento do ‘free float’“, acrescentou à data a empresa.

(Notícia atualizada às 11h20 com mais informação)

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Visabeira vai pôr quase 25% do capital da Vista Alegre em bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião