EDP Renováveis reforça no Brasil. Vai construir mais dois parques eólicos

A empresa liderada por Manso Neto contratos de longo-prazo são relativos a energia renovável que irá ser produzida por dois parques eólicos a serem instalados no Rio Grande do Norte.

A EDP Renováveis assegurou, através de leilão, novos contratos de aquisição de energia (CAE) a 20 anos para a venda de eletricidade no mercado regulado brasileiro. Neste âmbito, vai construir dois novos parques eólicos no estado do Rio Grande do Norte, no Brasil.

“Os contratos de longo-prazo são relativos a energia renovável que irá ser produzida por dois parques eólicos a serem instalados no estado Brasileiro de Rio Grande do Norte, nomeadamente Jerusalem com capacidade registada de 176 MW e Monte Verde de 253 MW”, diz a empresa em comunicado. “A entrada em operação dos parques deverá ocorrer no início de 2024”.

A empresa liderada por Manso Neto nota que o “preço atribuído aos contratos de longo prazo foi de 94 reais brasileiros/MWh e 87 reais/MWh respetivamente, sendo que ambas as tarifas estão indexadas à inflação brasileira”.

Com estes novos contratos, a EDP Renováveis tem, atualmente, em construção e desenvolvimento cerca de 0,8 GW de projetos de energia eólica com inicio das operações esperado para 2018, 2023 e 2024, todos com contratos de longo prazo assegurados”.

“Com este resultado, o portefólio da EDP Renováveis no Brasil deverá alcançar 1,1 GW em 2024, reforçando a sua presença num mercado caracterizado por um perfil de baixo risco, através da execução de CAEs de longo prazo, um recurso renovável favorável e fortes perspetivas de crescimento no médio e longo prazo”, remata.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis reforça no Brasil. Vai construir mais dois parques eólicos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião