Sogrape compra Quinta do Centro e reforça produção no Alentejo

A empresa acaba de adquirir a Quinta do Centro, em Portalegre. Objetivo é reforçar a produção no Alentejo.

A Sogrape, empresa que perdeu o patriarca Fernando Guedes em junho passado, anunciou a compra da Quinta do Centro, uma propriedade em Portalegre, com 13 hectares de vinha. Em comunicado, a maior empresa de vinhos nacional diz que esta compra insere-se na “ambição de conquistar uma posição cada vez mais relevante no Alentejo”.

“A ambição é de produzir vinhos de grande qualidade que expressem o terroir único da Serra de São Mamede”, diz a Sogrape, que não adianta qual o montante envolvido no negócio.

A Quinta do Centro pertencia a Richard Mayson, jornalista de vinhos britânico, e é considerada uma das mais conceituadas propriedades da área. A nova propriedade fica localizada na “meia encosta”, entre os 500-600 metros de altitude, e dispõem de 21 hectares de área total, sendo que 10,5 são ocupados por vinha plantada nos últimos 20 anos e 2,5 por vinhas velhas, com cerca de 70 anos de idade.

Também incluída no negócio está a aquisição de uma adega com capacidade de vinificação de 100.000 quilos de uvas e um armazém subterrâneo, com capacidade de envelhecimento de 18.000 litros de vinho em barrica. A aquisição desta quinta no Alentejo vem juntar-se à compra da Bodegas Aura, também realizada este ano.

A Sogrape, detentora de marcas como Mateus Rosé e Barca Velha, está presente em seis regiões de vinhos de Portugal (Douro, Alentejo, Dão, Bairrada, Madeira, Verdes), e tem presença internacional em países como a Argentina, a Nova Zelândia, o Chile e Espanha.

Comentários ({{ total }})

Sogrape compra Quinta do Centro e reforça produção no Alentejo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião