Costa anuncia passe único nos transportes e subida do mínimo de existência social em IRS

  • Lusa
  • 1 Outubro 2018

O primeiro-ministro afirmou que o próximo orçamento terá uma "inovação radical" com a introdução do passe único de transportes em Lisboa e Porto e elevará o mínimo de existência social.

O primeiro-ministro afirmou esta segunda-feira que o próximo orçamento terá uma “inovação radical” com a introdução do passe único de transportes em Lisboa e Porto e elevará o mínimo de existência social, isentando mais famílias de IRS.

Estas linhas da futura proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2019 foram transmitidas por António Costa em entrevista à TVI, na residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, e que foi conduzida pelos jornalistas Sérgio Figueiredo e Judite de Sousa.

No plano político, o primeiro-ministro afirmou que as negociações do Orçamento do Estado com os parceiros de esquerda do Governo (Bloco de Esquerda, PCP e PEV) “estão a andar bem”, mas recusou-se a dá-las como fechadas.

Em matéria orçamental, o líder do executivo afirmou que conterá “uma inovação radical em matéria de transportes, com um passe único” nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto.

No plano fiscal, o primeiro-ministro referiu que o próximo orçamento elevará a fasquia do “mínimo de existência social”, o que permitirá a mais famílias estarem isentas de IRS em 2019.

Na entrevista, porém, afastou a possibilidade de uma redução do IVA da eletricidade, que teria um impacto estimado na ordem dos 500 milhões de euros, contrapondo que a fatura energética familiar poderá baixar por via de outras medidas de redução do défice tarifário, que não especificou.

Comentários ({{ total }})

Costa anuncia passe único nos transportes e subida do mínimo de existência social em IRS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião