Rui Rio considera proposta de Orçamento eleitoralista e enganadora

  • Lusa
  • 17 Outubro 2018

"Este é um orçamento que não aposta no futuro, aposta no presente, e em 2019 apostar no presente significa apostar nas eleições", diz Rui Rio.

O presidente do PSD, Rui Rio, considerou, esta quarta-feira, que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) apresentada pelo Governo é eleitoralista e enganadora, mas escusou-se a adiantar o sentido de voto dos deputados sociais-democratas.

“Este orçamento, ainda não tive oportunidade de o ver com todo o detalhe (…), mas o principal já se consegue ver: este é um orçamento que não aposta no futuro, aposta no presente, e em 2019 apostar no presente significa apostar nas eleições. E, portanto, todas as folgas que há é para distribuir, e isto tem uma marca ideológica, do PS, e particularmente do Bloco de Esquerda e do PCP”, declarou Rio.

O líder do PSD falava aos jornalistas em Bruxelas à margem de uma reunião do Partido Popular Europeu (PPE).

Rui Rio reagiu, esta quarta-feira, pela primeira vez à proposta de OE2019 apresentada na segunda-feira, perto da meia-noite, pelo Governo de António Costa, tendo considerado que há “um bodo aos eleitores”, mas também “há uma mistura de medidas que não são com o Governo está a dizer, que pretende enganar os eleitores”.

Rio escusou-se a revelar se o PSD votará contra este orçamento na votação na Assembleia da República, apontando que essa será uma decisão a ser tomada pelo partido em sede da comissão política nacional, que se reunirá na próxima semana, mas observou que “este orçamento vai na linha dos outros, para pior um bocado”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Rui Rio considera proposta de Orçamento eleitoralista e enganadora

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião