Banco CTT aposta na reforma. Lança PPR com taxa de 1%

A instituição financeira do Grupo CTT oferece uma taxa garantida de 1% para 2018. Não cobra comissões de subscrição ou resgate.

Há um novo PPR no mercado. Foi lançado pelo Banco CTT que promete uma taxa garantida de 1% em 2018 neste novo produto de poupança a pensar na reforma. O PPR Poupança Banco CTT não cobra comissões de subscrição nem de resgate.

“No espírito de uma banca simples, transparente e competitiva, o Banco CTT reforça agora a presença no segmento da poupança”, começa por justificar a instituição financeira liderada por Luís Pereira Coutinho, salientando que este novo Plano de Poupança reforma (PPR) pretende ser uma “alternativa aos produtos de poupança disponíveis atualmente no mercado” num contexto em que os depósitos a prazo oferecem um rendimento médio de apenas 0,13%.

“Esta solução garante o capital investido pelo cliente, oferece uma taxa mínima garantida, que é de 1% para o ano 2018, e não tem comissões de subscrição ou resgate”, especifica o Banco CTT em comunicado relativamente a este novo PPR.

O banco refere ainda as vantagens em termos fiscais que a aposta num PPR permite. Especificamente “uma taxa liberatória de IRS que começa em 21,5% no 1.º ano, diminui ao longo do tempo, e pode chegar a 8,0% em função das condições de resgate“.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Banco CTT aposta na reforma. Lança PPR com taxa de 1%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião