Hoje nas notícias: Alojamento local, Autoeuropa e Montepio

  • ECO
  • 6 Dezembro 2018

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

O Governo vai intensificar a fiscalização dos alojamentos locais criados na capital, através do reforço das equipas no terreno. Nas empresas, o dia inicia com a notícia de que a Autoeuropa voltou a ter problemas com a exportações dos veículos, depois de os estivadores alemães terem dificultado o descarregamento dos automóveis no porto de Emden. Por outro lado, a ministra do Mar, apesar de confiante no desfecho das negociações, já alertou que, se as coisas não mudarem, o porto de Setúbal deixará de ser viável. Na banca, Tomás Correia violou os limites de investimento especulativo do Montepio em 2014 e, na saúde, os negócios privados valem mais de seis milhões de euros.

Lisboa reforça equipas para fiscalizar alojamento local

O alojamento local continua a proliferar nos bairros históricos. O sistema continua a aceitar registos de apesar das inscrições de novas unidades de alojamento local estar suspensa desde 9 de novembro. O controlo dos registos que surgem no Registo Nacional do Alojamento Local (RNAL) tem sido feito pela câmara de Lisboa por georreferenciação, mas esta admite que vai precisar de mais gente para verificar as situações no terreno. Por isso, as equipas de fiscalização vão ser reforçadas, segundo o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado. Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso pago)

Estivadores alemães tramam Autoeuropa

Na sequência da paralisação dos estivadores do Porto de Setúbal, que deixou apeados mais de 5.000 veículos da Autoeuropa, esta viu-se obrigada a recorrer a outros meios alternativos. Mas, nem tudo correu como planeado. O navio “fantasma” que partiu do Porto de Setúbal com mais de 2.000 carros da Autoeuropa teve dificuldades no descarregamento no porto de Emden e, além disso, os trabalhadores alemães também dificultaram o envio de motores para a fábrica de Palmela que já anunciou a necessidade de fazer novas paragens na produção por falta de peças. Leia a notícia completa no Jornal I (acesso condicionado)

“Se continuarmos por este caminho, Porto de Setúbal deixará de ser viável”, alerta ministra do Mar

Ana Paula Vitorino está confiante nas negociações entre os estivadores precários e a administração do Porto de Setúbal. Para a ministra do Mar, “é absolutamente essencial resolver essa questão”, pois “não é aceitável” o número de trabalhadores eventuais existentes e o facto de uma “infraestruturas como aquela” prejudicar as empresas. Contudo, admite que, caso as coisas “continuem por este caminho, o porto deixará de ser viável” e ficarão em causa postos de trabalho. Leia a notícia completa na Renascença

Tomás Correia violou limites de investimento especulativo

No final de abril de 2014, Tomás Correia violou os limites de investimentos especulativos através da aposta em derivados da PT. Nessa mesma altura, a Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) tinha investimentos especulativos e empréstimos de risco de cerca de 850 milhões de euros a nove clientes, apesar dos alertas efetuados pelo departamento de planeamento da instituição. Para o banco Montepio, isso resultou em perdas totais de quase 600 milhões de euros. Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado)

Negócios privados na saúde valem mais de seis milhões

Foram dezenas os hospitais, clínicas e farmacêuticas que mudaram de mãos durante a última década, principalmente depois da entrada da troika no país e da queda do Banco Espírito Santo (BES), que acabaram por agitar fortemente o mercado de compra e venda no setor. De acordo com o JN, estes negócios privados valem mais de seis milhões de euros. Leia a notícia completa no Jornal de Notícias (acesso condicionado)

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Alojamento local, Autoeuropa e Montepio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião