EDP vende défice tarifário. Encaixa 384 milhões de euros

A elétrica liderada por António Mexia fechou a venda de cerca de 10% do défice tarifário referente a 2017 e 26% do de 2018. A operação permitiu arrecadar 384 milhões de euros.

A EDP fechou a venda de cerca de 10% do défice tarifário referente a 2017 e 26% do de 2018. Com esta operação, a empresa liderada por António Mexia vai arrecadar 384 milhões de euros.

“A EDP Serviço Universal, comercializador de último recurso do sistema elétrico português, detido a 100% pela EDP, acordou a venda, através de oito transações individuais sem recurso, de 10,4% do défice tarifário de 2017 e de 26,1% do défice tarifário de 2018, relativos ao sobrecusto com a produção em regime especial”, refere a empresa.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP, que acabou de realizar a recompra de 500 milhões de euros da sua dívida, vai arrecadar “um montante de 384 milhões”.

“Estes défices tarifários resultam do diferimento por cinco anos da recuperação dos sobrecustos de 2017 e 2018, respetivamente, com a aquisição de energia aos produtores em regime especial (incluindo os ajustamentos de 2015 e 2016, para o défice tarifário de 2017, e de 2016 e 2017 para o défice tarifário de 2018)”, remata.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP vende défice tarifário. Encaixa 384 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião