Parpública detém 33,33% dos direitos de voto da Inapa

  • Lusa
  • 10 Janeiro 2019

A Caixa Geral de Depósitos vendeu a sua posição na Inapa ao Estado por 15,8 milhões de euros. Agora a Parpública adquiriu essas ações da papeleira, passando a controlar 33% da empresa.

A Parpública divulgou esta quarta-feira que detém 44,12% do capital social da distribuidora de papel Inapa, o que segundo os estatutos da sociedade lhe confere 33,33% da totalidade dos direitos de voto.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Parpública informa que, “dando concretização à estratégia de concentração das participações detidas por entidades públicas na Inapa, foram adquiridos à Direção Geral do Tesouro e Finanças” lotes de ações daquela empresa – um lote de 148.888.866 ações preferenciais e outro de 3.564 ações ordinárias.

“Adicionalmente, informa-se ainda que, no âmbito da mesma estratégia, a Parpública adquiriu, na sessão da BVL [bolsa de Lisboa] do dia 31 de dezembro de 2018, um milhão de ações ordinárias da Inapa de que era itutlar a PARUPS, sociedade integralmente detida pelo Estado”, acrescenta.

Na sequência dessas operações, a participação da Parpública na Inapa passou a ser constituída por 148.888.866 ações preferenciais e 50.088.302 ações ordinárias. Estas “representam 44,12% do respetivo capital social, o que, nos termos do n.º 1 do artigo 13.º – A dos estatutos da sociedade, lhe confere 33,33% da totalidade dos direitos de voto correspondentes ao capital social“.

Em 4 de janeiro, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) anunciou a venda da participação que detinha na Inapa ao Estado português por 15,8 milhões de euros, o que resultou numa menos-valia até 600 mil euros para o banco.

“No cumprimento do seu Plano Estratégico, nomeadamente no que diz respeito à alienação de ativos ‘não core’ para a sua atividade, a CGD procedeu à transmissão de 148.886.866 (…) ações preferenciais sem direitos de voto de que era titular, representativas de 49,47% do total das ações preferenciais sem voto emitidas e de 33,01% do capital social da Inapa”, referiu, na altura, a CGD, em comunicado.

A operação foi concretizada em 28 de dezembro, tendo o banco público deixado de ter qualquer participação na empresa distribuidora de papel.

A Inapa teve lucros de 100 mil euros no primeiro semestre deste ano, que comparam com os 500 mil euros do período homólogo.

Comentários ({{ total }})

Parpública detém 33,33% dos direitos de voto da Inapa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião