Quarteirão em Marvila vendido por 17 milhões

O imóvel, que se situa junto da Rua Fernando Palha, era detido pela Fundação Maria António Barreiros, que tem ligações próximas à Opus Dei, e foi vendido à recém-constituída Refletecarismas.

A capital lisboeta tem novos focos de atenção imobiliária. O quarteirão em Marvila que é delimitado pela Praça David Leandro da Silva, pela Rua Fernando Palha e pela Rua Zófimo Pedroso foi vendido pela Fundação Maria António Barreiros à empresa Refletecarismas. O valor da aquisição foi de 17 milhões de euros.

O negócio, que foi avançado pelo Diário Imobiliário (acesso livre) e confirmado pelo ECO junto da imobiliária responsável pela intermediação Onara/Predirumo, contempla uma área de construção aprovada de 16.160 metros quadrados acima do solo. Nas imediações do quarteirão situam-se os antigos Armazéns Abel Pereira da Fonseca e a sede do clube Oriental.

O que irá nascer neste quarteirão ainda não é conhecido, mas o projeto de arquitetura é da responsabilidade do atelier de Frederico Valsassina, que teve em mãos projetos como a reabilitação do Palácio dos Condes de Murça e a reabilitação do quarteirão da Cuf da Infante Santo.

A empresa que detém agora o imóvel, dedica-se à compra e venda de bens imobiliários, os acionistas são três portugueses e um fundo de investimento sediado na Suíça, e foi constituída no ano passado. Já a fundação Maria António Barreiros, que tem vários imóveis por Lisboa, tem ligações próximas à organização católica Opus Dei.

Comentários ({{ total }})

Quarteirão em Marvila vendido por 17 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião