Ana Lehmann vai para o Fundo para a Inovação Social

A antiga secretária de Estado da Indústria vai liderar o comité de investimentos do Fundo para a Inovação Social.

Ana Teresa Lehmann, antiga secretária de Estado da Indústria, vai assumir o cargo de presidente do comité de investimentos do Fundo para a Inovação Social, organismo que irá financiar projetos de inovação e empreendedorismo social. A decisão da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, foi publicada esta semana em Diário da República.

O comité de investimento deste fundo será composto por três membros “com experiência na área de investimento em inovação social e capacidade reconhecida nos domínios académico ou profissional”, pode ler-se no despacho publicado na quarta-feira.

Para além de Ana Lehmann no cargo de presidente, o comité contará ainda com Filipe Santos, professor da Católica Lisbon School of Business & Economics e antigo presidente da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social, e com Sofia Santos, professora da Porto Business School e antiga secretária-geral do BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável.

O Fundo para a Inovação Social terá ainda um conselho geral, que será presidido por Susana Ramos, coordenadora da Unidade Nacional de Gestão do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ana Lehmann vai para o Fundo para a Inovação Social

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião