Bolsa segue quedas da Europa. Galp Energia pressiona

Depois de resistir às quedas europeias na primeira sessão da semana, a praça portuguesa recua. Segue as congéneres, pressionada pelos títulos do setor energético.

A bolsa portuguesa está em queda. Segue a tendência das restantes praças europeias, depois de ter conseguido contrariar o sentimento negativo na primeira sessão da semana. Os títulos do setor energético condicionam a negociação em Lisboa, especialmente a Galp Energia que viu o HSBC rever em baixa a avaliação dos títulos da empresa liderada por Carlos Gomes da Silva.

O índice de referência do mercado de capitais português, o PSI-20, recua 0,48% para 5.063,22 pontos, com 13 dos 18 títulos em terreno negativo. Na Europa, o Stoxx 600 recua 0,4%, tendência negativa que se verifica, de resto, na generalidade dos índices do Velho Continente.

A Galp Energia destaca-se nas quedas, na praça portuguesa. Num dia em que os preços do petróleo recuam nos mercados internacionais, a petrolífera cede 0,97% para 14,235 euros, isto depois de o HSBC ter revisto em baixa o preço-alvo dos títulos. Cortou-o de 19 para 18 euros, o que ainda assim confere um potencial de valorização de 26% às ações.

A EDP e a EDP Renováveis também perdem valor, recuando 0,75%, cada. E o mesmo acontece com os títulos do setor da pasta e papel, com a Navigator a perder quase 1% e a Semapa a ceder 0,66% para 15,16 euros. A Altri escapa, somando ligeiros 0,28% para os 6,98 euros por ação.

No retalho, a Jerónimo Martins, que disparou na última sessão à boleia de notas de “research”, corrige dos ganhos, recuando 0,24% para 12,52 euros. A Sonae, por seu lado, avança 0,28%, enquanto a Sonae Capital, que venceu a concessão para um hotel em Santa Apolónia, em Lisboa, segue a ganhar 1,94% para 89,2 cêntimos.

(Notícia atualizada às 8h05 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa segue quedas da Europa. Galp Energia pressiona

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião