Novo Banco vende mais 1.500 milhões em ativos tóxicos

  • ECO
  • 22 Janeiro 2019

O banco liderado por António Ramalho está novamente no mercado, procurando investidores para malparado, mas também imóveis que tem em carteira.

O Novo Banco continua a “limpar” balanço. Depois das várias operações realizadas no final do ano passado, o banco liderado por António Ramalho avança com a venda de mais uma carteira de mil milhões de euros em crédito malparado. Além disso, está no mercado com mais um conjunto de imóveis avaliados em 500 milhões.

De acordo com a Debtwire, citada pelo Jornal de Negócios (acesso pago), depois do “Project Nata”, uma carteira de malparado de 2,15 mil milhões vendida em dezembro à KKR e à LX Partners, o Novo Banco avança com a venda do “Project Nata 2”, uma carteira de mil milhões de euros em crédito malparado.

Mas este não é o único projeto a receber uma segunda edição. Também o “Viriato”, uma carteira de imóveis avaliada em 716 milhões, que o banco vendeu à Anchorage Capital Group por 388 milhões, já tem sequela. Chama-se “Viriato 2”, sendo a carteira composta por ativos imobiliários comerciais e ativos industriais, localizados na região de Lisboa.

A instituição detida pelo Lone Star está já a receber propostas para esta nova carteira de imóveis. A operação, segundo a Debtwire, deverá acontecer ainda durante o primeiro trimestre, devendo ficar fechada até ao final deste primeiro semestre de 2019.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo Banco vende mais 1.500 milhões em ativos tóxicos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião