Governo quer “limpar” dívidas dos hospitais até ao fim do ano

  • ECO
  • 25 Janeiro 2019

No final do ano passado, a dívida dos hospitais terá registado uma quebra de 42,4% para 486 milhões de euros. Este ano, o Governo quer acabar com as dívidas.

As dívidas dos hospitais, a mais de 90 dias, vão dar um trambolhão. Na síntese de execução orçamental de dezembro que vai ser divulgada esta sexta-feira, haverá já uma forte redução, de mais de 40% do valor em falta, sendo que o secretário de Estado adjunto da Saúde, Francisco Ramos, admite ao Jornal de Negócios [acesso condicionado], que o objetivo é o de chegar ao final deste ano sem dívidas.

O ano que terminou ficou marcado por uma quebra nos montantes em dívida. “Há uma claríssima inversão da tendência de crescimento da dívida, e no final de 2018 foi possível reduzir de forma muito significativa”, diz Francisco Ramos, em declarações ao Negócios. Ter-se-á assistido a uma quebra de 42,4% para um total de 486 milhões de euros.

Para 2019, o objetivo é “continuar esta tendência”. “Este ano o SNS tem um reforço de cerca de 600 milhões de euros na dotação inicial e pretendemos compatibilizar algum crescimento da despesa, que é indispensável para recuperar os níveis normais de atividade do SNS, com a expectativa de acabarmos com as dívidas [a mais de 90 dias]”, refere o secretário de Estado adjunto da Saúde.

“Objetivo” é levar mesmo a dívida aos hospitais a zeros. Para isso, conta Francisco Ramos, contribuirá o avanço do projeto de autonomia aos hospitais EPE. “Espera-se uma diminuição substancial dos ciclos de endividamento no SNS”, remata o secretário de Estado adjunto da Saúde.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo quer “limpar” dívidas dos hospitais até ao fim do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião