Direto António Mexia: “Columbia não é uma ‘instituiçãozeca’ que se prestasse ao que fosse”

Presidente executivo da EDP, arguido no processo dos CMEC, disse que a elétrica está disponível para abrir mão das barragens, se forem devolvidos os 2.115 milhões pagos, bem como para reverter os CMEC

António Mexia está, esta terça-feira, na Assembleia da República para responder aos deputados da comissão parlamentar de inquérito ao pagamento de rendas excessivas aos produtores de eletricidade. O presidente executivo da EDP, arguido no processo dos CMEC (custos de manutenção do equilíbrio contratual), vai explicar o papel da elétrica nas decisões que foram tomadas no setor energético, no âmbito da cessação antecipada dos anteriores contratos de aquisição de energia (CAE) e consequente transição para os CMEC.

Mexia será questionado sobre temas como a neutralidade dos CMEC face aos CAE, o facto de a EDP ter sido a única a aceitar este modelo, a extensão do domínio hídrico em 2007 e, ainda, o patrocínio da EDP ao curso lecionado pelo antigo ministro Manuel Pinho na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

Acompanhe aqui, ao minuto, as explicações de António Mexia.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

António Mexia: “Columbia não é uma ‘instituiçãozeca’ que se prestasse ao que fosse”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião