Mesquita Nunes e Sofia Tenreiro na nova administração da Galp

  • ECO
  • 13 Março 2019

O dirigente do CDS e a ex-diretora da Cisco Portugal são dois dos novos nomes propostos por Paula Amorim para a administração da Galp Energia. A proposta já deu entrada na CMVM.

Vêm aí novos nomes para o conselho de administração da Galp Energia GALP 3,59% . Adolfo Mesquita Nunes, Sofia Tenreiro, Cristina Fonseca e Susana Quintana-Plaza fazem parte da nova composição do board da petrolífera, aprovado pela acionista Amorim Energia. A proposta foi divulgada esta quarta-feira, através da CMVM, e será votada pelos acionistas na assembleia-geral anual, marcada para 12 de abril.

Adolfo Mesquita Nunes vai ser administrador não executivo da empresa, de acordo com o Expresso (acesso condicionado). Foi secretário de Estado do Turismo é, atualmente, dirigente do CDS. Entre os novos administradores não executivos vão estar, ainda: Cristina Fonseca, cofundadora da Talkdesk e venture partner da Indico Capital Partners; Carlos Pinto, que faz parte da comissão executiva da Sonangol; e Edmar Fagundes de Almeida, economista especializado em energia.

Outra novidade é a entrada de Sofia Tenreiro na comissão executiva da Galp Energia. Trata-se da ex-diretora-geral da Cisco Portugal, que se demitiu recentemente do cargo. Segundo o semanário, vai liderar a área comercial e de marketing da empresa. Susana Quintana-Plaza, que foi responsável pelas áreas de tecnologia e inovação da E.On, terá a seu cargo as áreas ligadas à inovação, novas tecnologias e energias renováveis.

Entre os atuais membros da administração que não fazem parte da proposta da Galp estão Sérgio de Azevedo, Abdul Osman, Raquel Vunge, Jorge Carlos Silva, Pedro Ricardo, Tiago Câmara Pestana e Joaquim José.

Proposta da Amorim Energia para a comissão executiva da Galp:

  • Paula Amorim (Presidente)
  • Carlos Gomes da Silva
  • Filipe Crisóstomo Silva
  • Thore Kristiansen
  • Carlos Costa Pina
  • José da Silva Costa
  • Sofia Tenreiro
  • Susana Quintana-Plaza
  • Miguel Athayde Marques
  • Marta Amorim
  • Francisco Teixeira Rêgo
  • Carlos Carvalho Pinto
  • Luís Todo Bom
  • Jorge Seabra de Freitas
  • Rui Costa Cunha e Silva Gonçalves
  • Diogo Rodrigues Tavares
  • Edmar Fagundes de Almeida
  • Cristina Fonseca
  • Adolfo Mesquita Nunes

(Notícia atualizada pela última vez às 7h53)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mesquita Nunes e Sofia Tenreiro na nova administração da Galp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião