Conheça a Q, a primeira voz sem género

Criada pela agência criativa Virtue do grupo de media Vice, tem como objetivo representar a diversidade de género no mundo e nas marcas tecnológicas.

Por sentirem que as empresas de tecnologia continuam a usar a voz de forma estereotipada — uma voz masculina em setores mais autoritários como a banca, e uma feminina em funções mais de serviços como é o caso da Alexa –, o braço criativo do grupo de media Vice criou uma voz sem género, que querem que seja adotada por assistentes de voz ou até em locais públicos, como as estações de comboios ou de autocarros.

Segundo a adweek, a expectativa da Virtue é que a Q seja adotada pelos grandes players tecnológicos internacionais. Foi criada a partir de um conjunto de vozes de pessoas identificadas como não-binárias, juntou vários parceiros e foi “aprovada” por 4.500 pessoas em vários países da Europa, que a consideraram a mais neutra em termos de género.

Para conhecer aquela que se afirma como a primeira voz sem género, conheça a Q no site criado Meet Q.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Conheça a Q, a primeira voz sem género

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião